Era Uma vez…, não existe um tempo para amar e ser feliz

Era uma Vez… foi uma novela produzida pela Rede Globo, entre 30 de março e 2 de outubro de 1998, em 161 capítulos. Escrita por Walther Negrão, com a colaboração de Elizabeth Jhin, Júlio Fischer e Márcia Prates, e direção de Rogério Gomes, Jorge Fernando, Marcelo Travesso e Fabrício Mamberti, direção de produção de Italo Granato e direção de núcleo Jorge Fernando.

A história se baseava no cotidiano de três gerações para mostrar que não existe um tempo ideal para amar e ser feliz. O viúvo Álvaro morava com seus quatro filhos, no sítio de seu pai, Pepe, em Nova Esperança, cidade fictícia. Ele é apaixonado por Bruna, advogada da fábrica de chocolate de Xistus, uma moça mimada que não suporta dividir a atenção do namorado com seus filhos. Mas, para sua surpresa, chega à cidade a doce Madalena, que será a governanta da casa de Xistus, avô materno das crianças. Bem informada, simpática e simples, ela logo cai nas graças dos filhos de Álvaro e nas dele, que, inclusive, apaixona-se por ela. Xistus também se apaixona por Madalena e une forças com Bruna para lutar contra o amor entre a governanta e Álvaro.

Capturar
Era Uma Vez… – 1998 (Rede Globo)

A novela fazia referências a clássicos da literatura infantil, como Pinóquio (de Carlo Collodi), e do cinema, como A Noviça Rebelde (de Robert Wise) e O Mágico de Oz (de Victor Fleming).

Depois de mais de dez anos afastada da televisão, Myrian Rios voltou às novelas em Era uma vez…, no papel de Isaura, afilhada de Dona Santa (Nair Belo).

A trama fechou com 30 pontos de média geral de audiência. A abertura, composta por Toquinho, é uma das mais lembradas da teledramaturgia. Toquinho e Sandy & Júnior são interpretes.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *