Eu amo Minas, declara Grace Gianoukas

Grace Gianoukas vem roubando a cena na novela “Haja Coração” (Rede Globo), sua personagem, Teodora Abdala, originalmente morreria no capítulo 12, entretanto, seu destaque foi tão grande que lhe rendeu sua permanência no folhetim. A personagem acabou “morrendo” na trama, mas continua perturbando, em especial, seu marido Aparício (Alexandre Borges). Todavia os momentos finais da telenovela, em outubro, estão marcados de emoção, quando Teodora voltará dos mortos surpreendendo todos.

Mas quem acha que Grace pareceu agora na TV está muito enganado. Quem passou a infância no final dos anos 80 e início do anos 90 com certeza acompanhou o infantil RÁ-TIM-BUM da TV Cultura. Gianoukas dava vida a Eva, mãe das crianças que ligavam a TV todo dia para assistir o Rá-Tim-Bum.

Foto: TV Cultura
Foto: TV Cultura

Muito além das telinhas Grace é fundadora do “Terça Insana”, o grupo teatral de imenso sucesso está na estrada há mais de 15 anos. A atriz falou com nosso site e você confere a entrevista abaixo:

J.C. – Grace, é impossível não falar sobre Teodora Abdala, sua personagem na novela Haja Coração. É notório que Teodora tem roubado a cena e se tornado uma das personagens mais queridas. A que você atribuí esse sucesso?

G.G. – Acredito que esse sucesso se deva à alguns fatores:
– a extraordinária concepção de personagem criada pelo Sílvio de Abreu  para Sassaricando;
– a criatividade e genialidade de Daniel Ortiz, autor de Haja Coração, para adaptar e inventar novas aventuras pra personagem Teodora Abdala nesta nova trama;
–  ao talento e a precisão do Fred Mayrinck, na direção da novela;
–  aos meus 32 anos de carreira no Teatro.

J.C. – Você é uma atriz que faz um humor de maneira inteligente, não subestima a inteligencia do público. Isso sempre foi uma máxima pra você? 

G.G. – Respeito à inteligência e à maturidade do público é uma diretriz das minhas criações teatrais.

J.C. – Eu acredito que um trabalho sempre transforme a gente de alguma maneira. O que a Teodora tem transformado na Grace?

G.G. – Depois de Teodora Abdala em qualquer lugar do país que eu vá não posso mais levar um escorregão anonimamente num piso molhado de loja, serei sempre aquela atriz da Globo, a Teodora Abdala que se estatelou no chão.

J.C. – São 15 anos de sucesso absoluto com o Terça Insana. Qual seu sentimento hoje diante de uma história tão bem construída?

G.G. – Totalmente realizada, completamente em paz.

J.C. – Paralelamente a tevê você continua em cartaz por todo o país. Como você consegue conciliar todos os trabalhos e a vida pessoal?

G.G. – É bem puxado, minha vida está acontecendo nos intervalos entre aeroportos, aviões, vans, estúdios e palcos do país,  mas como a minha família é a coisa mais importante da minha vida, sempre damos um jeito de ficar juntos. Meu marido, por exemplo é meu sócio, é diretor de produção da Terça Insana Produções, viajamos juntos na turnê. Eu, meu filho, meus irmãos e sobrinhos, estamos sempre nos visitando. Pra viver bem eu só preciso de comida saudável, boas noites de sono, minha familia, minhas gatas, natureza, água e trabalho. Então…tá tudo certo.

J.C. – Você tem alguma relação, alguma sensação ou história em relação a Minas Gerais? Podemos esperar seu espetáculo por aqui?

G.G. – Eu amo Minas Gerais, tive oportunidade de gravar uma minissérie dirigida por Valter Avancini em São João del Rei e Tiradentes, “Chapadão do Bugre”, na época fiquei dois meses trabalhando e conhecendo esta parte do estado. Belo Horizonte, tem é uma cidade muito legal e alguns bairros me lembram muito bairros da cidade de Porto Alegre, por isso me sinto meio em casa. E fora os músicos, grupos de dança e de teatro maravilhosos que Minas Gerais tem. Estou trabalhando com um desses artistas incríveis de Belo Horizonte, Eraldo Fontiny, que estará se apresentando aí no dia 10 de setembro, com o espetáculo “Lili e Cia”, dirigido por mim, produzido pela Terça Insana Produções com mais dois artistas incríveis da Terça Insana, Darwin Demarch e Rita Murai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *