Laços de Família, emoção à flor da pele

A ideia central de Laços de Família, segundo Manoel Carlos, partiu da leitura de uma notícia de jornal, “nos Estados Unidos, em 1990, a mãe de uma jovem com leucemia engravidou para salvar a filha”. A história parecia tão boa que o autor deu como certa sua adaptação pelos estúdios de cinema.

Quatro anos depois, nem sinal de um filme sobre o assunto. Em 1995, decidido a resgatar a história, ele encomendou uma pesquisa completa e escreveu a sinopse. O sacrifício da mãe pela filha é um dos temas caros ao autor, que já havia explorado situações semelhantes nas novelas História de Amor (1995) e Por Amor (1997).

globo__La_os-de-familia-Carolina-Dieckmann.-TV-Globo__gallefull1
Laços de Família – 2000 (Rede Globo)

Entre os fatos inusitados, Manoel Carlos fez uma rápida aparição no primeiro capítulo de Laços de Família, na cena em que Miguel (Tony Ramos) é apresentado aos telespectadores. Quando o personagem entra na livraria Dom Casmurro, passa pelo autor da novela, que passeia entre as estantes, e o cumprimenta com a cabeça.

Na trama, Vera Fischer deu vida à quinta Helena do autorj. As novelas anteriores foram Baila Comigo(1981, protagonizada por Lilian Lemmertz), Felicidade (1991, por Maitê Proença), História de Amor (1995, Regina Duarte) e Por Amor (1997, novamente com Regina Duarte ).

Por fim, a obra marcou a estreia de Reynaldo Gianecchini na TV. Também foi a primeira novela de Juliana Paes, após uma participação em Malhação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *