Nome de cidade mineira inspira disco de Tiê

tiecapaesmeraldas
Foto: Divulgação

O papo rolou na sala de imprensa do Teatro Porto Seguro, em São Paulo. Tiê apresentou o repertório do seu terceiro álbum, Esmeraldas, nome dado em homenagem à cidade mineira.

“Nesse disco eu tenho duas participações especiais, uma tocando os pianos de “Maquinas de Lavar”, Guilherme Arantes. E uma outra, que foi mais que uma participação, que foi o David Byrne. Eu almocei com ele em Nova York, pedi alguma inspiração, eu estava passando por um bloqueio criativo, e ele me mandou uma música, que depois de algum tempo o André Whoong, que é o meu arranjador, fez uma segunda parte, e eu e o Tim, do Terno, fizemos a letra. Depois foi feita uma parceria com o David Byrne, e no final ele acabou cantando comigo, o que foi um presente pro disco”, contou Tiê.

A cantora é neta da atriz Vida Alves, foi modelo e chegou a atuar em um comercial dirigido por Fernando Meirelles, premiado em Cannes. Também já foi dona de um Café Brechó, onde conheceu o tecladista Dudu Tsuda, do Pato Fu, e o compositor Toquinho, com quem gravou sua primeira música.

“Minha formação musical vêm das coisas que eu escutava quando criança, a educação da minha mãe e da minha avó, eu acho que é uma mistura. Eu ouvia muitas coisas, desde as músicas infantis do Toquinho até todo o Clube da Esquina, ouvia Elis, Beatles, Pink Floyd, e na minha adolescência eu ouvia Hip Hop e música pop de rádio”, revelou.

Já ao fim da entrevista Tiê avisou que vem novo disco pela frente, “Eu começo a produção do quarto disco no segundo semestre, pra lançar no primeiro semestre do ano que vem. Então logo mais teremos esse quarto disco, eu fico muito feliz, já estou compondo músicas novas, e já o visualizo chegando”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *