Palavras Esquecidas, produção francesa, chega ao Brasil

“…o ator Antonio Intelandi aborda o trabalho teatral Palavras Esquecidas com um objetivo filosófico que transcende a simples elaboração de um espetáculo. Segue seu caminho acompanhado por uma reflexão estética e espiritual, baseada no trabalho do corpo e da voz. Tocante!.” René de Ceccatty, jornalista do Le Monde.

Peça baseada no texto apócrifo (que não está na Bíblia) “O Evangelho segundo Tomé” (séc. II). O ator personifica o apóstolo Tomé no instante em que toma conhecimento deste texto, diferente e contestador. Uma imersão poética na qual palavra, dança e canto coexistem em um só corpo, em uma só voz.

O espetáculo é protagonizado por Antonio Interlandi, brasileiro radicado em Paris, que dividi suas atividades entre os países. A atriz Maria de Medeiros faz participação especial em locução.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Segundo Antonio, a peça surgiu por um acaso, quando o ator encontrou a tradução para o francês do texto “Evangelho de Tomé”. “Fiquei surpreso com o conteúdo e com a forma, tão inesperados para um texto do gênero. Imediatamente me veio a ideia de utilizar contemporaneamente o movimento e a palavra para transmitir este belo texto”, contou.

Ainda segundo Interlandi, a peça mostra um Tomé no instante preciso em que está tomando conhecimento das palavras do Evangelho. “Imaginei o impacto que este texto poderia causar, conectando o personagem com pensamentos tão diferentes de sua época. Através das palavras de Cristo transmitidas por Tomé, a peça trata da noção da “não-dualidade” e da ideia de que há em cada um de nós uma essência imortal que transcende o próprio homem”.

A sensibilidade e a delicadeza são personagens importante ao espetáculo, que une interpretação e dança. “Quando li este texto pela primeira vez, encarei-o como um grande poema. Imediatamente senti a necessidade da dança, do movimento para poder contar esta aventura. Talvez a palavra sozinha não bastasse”, finalizou o ator.

Serviço:

Palavras Esquecidas – O Evangelho Segundo Tomé.

Teatro Eva Herz.

Temporada: Quintas e sextas-feiras, às 21h. Até 9 de dezembro.

Duração: 70 minutos.

Classificação indicativa: 14 anos.

Ingressos: R$ 50,00 (meia R$ 25,00).

Capacidade: 168 lugares (quatro lugares para cadeirantes).

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *