Por que certas pessoas desenvolvem a ideia do suicídio?

Viver sempre vale a pena

Em novo livro, a escritora Célia Xavier de Camargo traz detalhes sobre o trabalho comovente de jovens no auxílio àqueles que pensam em tirar a própria vida

Por que certas pessoas desenvolvem a ideia do suicídio? O que as leva a um profundo desinteresse pela existência, que não vislumbrar outra saída senão a fuga aos compromissos assumidos? O que há por trás desse propósito, nem sempre visível aos olhos humanos? E o que pode ser feito para ajudá-las?

Em Viver sempre vale a pena!, um grupo de jovens domiciliados na cidade espiritual “Céu Azul” se propôs a trabalhar ativamente no auxílio a irmãos com tendências à autodestruição. O livro, emocionante relato de Eduardo, escrito por Célia Xavier de Camargo, reúne casos verídicos ocorridos em várias localidades e com pessoas de diferentes classes sociais.

A obra traduz com fidelidade, em linguagem acessível, os dramas vivenciados por almas em desalinho, mostrando o trabalho dos benfeitores espirituais, desde a investigação da origem dos problemas até a aplicação da terapêutica adequada.

imagem_release_862178

Este é um grupo que se propõe a trabalhar junto aos maiores necessitados que existem: os suicidas. Para isso, é imprescindível estudarmos as raízes do problema. Basicamente, o nosso conteúdo abrangerá áreas de aprendizado em que procuraremos analisar “como”, “por que” e “quando” o suicídio ocorre, qual a terapêutica mais eficaz e quais os meios de ajuda de que podemos dispor.

A narrativa constitui, enfim, um estudo de casos que emociona, instrui e consola, revelando, ao mesmo tempo, que jamais se fica desamparado graças à ação nobilitante de mensageiros e deparentes e amigos.

   Foi um período profundamente gratificante para todos nós, participantes dessa equipe, razão pela qual temos o prazer de entregar a público as experiências que vivenciamos, muito ricas em conteúdo e aprendizado, cujas anotações transcrevemos de 30 de abril de 1996 até a presente data.

A obra está disponível nas livrarias do país e pode também ser adquirida pelo site: http://www.boanova.net/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *